Espiritualizando



Fé Racional

"Em lugar da fé cega que anula a liberdade de pensar, ele diz: Não há fé inquebrantável senão aquela que pode olhar a razão face a face em todas as épocas da Humanidade. À fé é necessária uma base, e essa base é a inteligência perfeita daquilo que se deve crer; para crer não basta ver, é necessário, sobretudo, compreender. A fé cega não é mais deste século; ora, é precisamente o dogma da fé cega que faz hoje o maior número de incrédulos, porque ela quer se impor e exige a adição de uma das mais preciosas faculdades do homem: o raciocínio e o livre arbítrio." (O Evangelho Segundo o Espiritismo.)

Espiritualize-se...

Sábio é aquele que a tudo compreende e nada ignora. Deus não impôs aos ignorantes a obrigação de aprender, sem antes ter tomado dos que sabem o juramento de ensinar.

Nenhum mistério resiste à fragilidade da Luz. Conhecer a Umbanda é conhecer a simplicidade do Universo.



Seguidores Espiritualizados

Translate

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Assine o nosso...

sexta-feira, 1 de março de 2013

Pretos "Velhos" Kimbandeiros



Saudações leitor!

Embora estejamos vivendo um período de muitas informações dentro da Umbanda não encontramos consenso na maioria dos temas. Sempre ouvimos alguma coisa sobre os “pretos velhos quimbandeiros” rodeado de toda sorte de interpretações.

Um tempo atrás no ICA-Templo manifestaram um grupo de espíritos com esta identificação, com o propósito de nos esclarecer melhor sobre seu trabalho e característica, deste contato ficou um resumo, ditado por Tio Gerônimo.

Leia, medite, pondere, permita!

Grande abraço!


PRETOS “VELHOS” KIMBANDEIROS

“Nóis é nêgo que vem pra trabaiá
Trabaiá pra todo mal leva
Nóis vem na Umbanda
Nóis vem na Quimbanda
Em toda banda nóis há de baixá”

Salve á todos que são de boa noite, salve a todos que são de bom dia!

Agradeço ao nosso Deus Criador, agradeço a todos amigos trabalhadores.

Fio, nesta oportunidade de poder vos falar sobre nosso trabalho desejamos que todos leiam isso de bom coração, de mente limpa e sem barreiras, pois são as barreiras impostas por conceitos limitadores e preconceitos diversos  é que dificultam tanto o progresso da humanidade.

Não sou de prosa difícil e elaborada, a mim seria preferido falar em rima e fluído.

Nossa banda, nossos amigos do plano espiritual que se identificam como “pretos velhos quimbandeiros” assim ocorre pois pela familiaridade na origem é que os Pais Velhos nos permitiram chegar na Umbanda velados em seus trabalhos.
Mas não estamos neste grau evolutivo, nem nos apresentamos como anciões. Somos negros, somos africanos.

Fomos conterrâneos do Brasil, logo após a escravidão e herdamos de nossos pais e avós suas rezas, mandingas, mirongas e cultos. Poucos entre nós viveram o período de escravidão, de senzala. Estes ainda passaram por esta situação logo no final deste triste período.

Nós, os “Negros Quimbandeiros” somos a sucessão, a continuidade.

Já desencarnados pudemos continuar nossas práticas mágicas e mirongueiras em várias oportunidades e regiões. Nos fortalecemos no culto de Catimbó, nas Macumbas, Xangôs e na Quimbanda[1] propriamente. Mais tarde em alguns Candomblés que já estavam permitindo a interação com “eguns” e mais recentemente na Umbanda onde será o meio pelo qual estabeleceremos um trabalho efetivo e genuíno.

Há muito preconceito para superar e muito trabalho a fazer.

Nosso trabalho dentro da Umbanda é conhecido como “pretos velhos quimbandeiros” pois somos invocados em ocasiões de combates específicos de magia negra dentro de uma gira de pretos velhos. No entanto, que fique esclarecido, não somos Exus.

Fazemos uma ponte entre a vibração africana, a magia africana e a vibração de Exu. Podemos trabalhar juntos dos Pretos Velhos e dos Exus. Há quem diga que não há necessidade de nosso trabalho existir, lamentavelmente perdura entre vocês encarnados e Umbandista as limitações sobre liberdade de ação mediúnica e espiritual.

Estamos em busca do nosso progresso espiritual e tivemos a oportunidade concedida pelos Mestres Astrais de voltar ao plano físico pela via mediúnica e religiosa para desenvolver um trabalho de caridade, orientação e apoio aos encarnados.

Falamos a quem quer nos ouvir, ajudamos a quem tem fé e abençoamos a quem pedir.

Oportunamente que fique registrado que os Negros Quimbandeiros não praticam em hipótese alguma magias negativas ou qualquer ação contra a lei e a harmonia, isso ocorreu no passado. Qualquer ação deste gênero em nosso nome pode ser considerado uma farsa.

Vocês médiuns, tenham em nós companheiros para auxiliar no precioso trabalho que é ser um mediador do Astral na terra.

Deixo meu axé e até outra oportunidade.

Salve Umbanda

Salve Kimbanda

Salve a Mironga

Salve a Magia

Salve todas as bandas!

09/11/12 – 23hs, após a primeira gira de Negros Kimbandeiros no ICA-Templo

Nota do Médium: embora a quimbanda esteja relacionada á práticas de magia negativa, os negros quimbandeiros são espíritos de maior evolução e que jamais se utiliza deste recurso. Etimológicamente é equivocado dizer que sejam Kimbandeiros. Portanto o termo quimbandeiro para estes espíritos se deve pelo fato de trabalharem com a vibração de exu em suas magias.


Créditos da Imagem: retirada da internet

[1] Quimbanda é um culto afro-brasileiro com forte influência bantu e muito influenciado pela magia negra europeia (goécia). Sincretizado com o catolicismo seu culto é voltado para o Orixá Exu com a conotação de demônio. O Quimbandeiro é um feiticeiro e seu culto não tem um limiar caritativo onde a comercialização da magia negativa é comum para todo tipo de objetivo.  Já Kimbanda significa algo como “cu­ran­deiro” em kimbundu, um idioma bantu falado em Angola. O kim­banda é uma espécie de xamã africano. O ofício do kimbanda é chamado de “n’ban­da” (leia-se “umbanda”). O Kimbandeiro é como o médium na Umbanda e o Preto Velho é a figura que retrata perfeitamente o Kimbandeiro. Na Kimbanda jamais se pratica o mal.

Fonte: http://rodrigoqueiroz.wordpress.com/

2 comentários:

  1. Olá, gostei muito do blog. Lembrei da Aline, da Cidade das Pirâmides que em seu programa( www.deolhonomundo.com ) disse: “Entidades são nossas identidades ligadas aos seres da natureza, Orixás e Raios por sintonia de vibração”. Acredito que vocês têm muito em comum. Veja o programa: que fala de Sexta-feira 13, Símbolos Místicos, Ocultismo, Pirâmides - http://youtu.be/8sCk4Doi2YE e o seu blog:
    http://deolhonomundoblog.wordpress.com/,
    tenho certeza que gostarão! Abraços

    ResponderExcluir
  2. De fato é uma matéria de grande esclarecimento , esta que nos traz grande conhecimento e nos sana as dúvidas quanto a estas entidades. Peço licença para deixar o meu post que vem trazer a desmistificação de Exu.

    http://www.conscienciaserena.blogspot.com.br/2014/04/desmistificando-umbanda-exu.html

    ResponderExcluir

Ouça os Pontos da Linha de Esquerda da Umbanda

A Umbanda não é responsável pelos absurdos praticados em seu nome, assim como Jesus Cristo não é responsável pelos absurdos que foram e que são praticados em Seu nome e em nome de seu Evangelho. Caboclo Índio Tupinambá.

Caboclo Índio Tupinambá

Caboclo Índio Tupinambá
"...Onde quer que Você esteja... meu Menino... Estarei Sempre com Você... Anauê!"

Luz Crística

Pense Nisso...

"Estudo, requer meditação. A meditação leva a conclusões. E as conclusões fazem com que as pessoas modifiquem os seus hábitos e suas atitudes" – Dr. Hermann (Espírito) por Altivo Pamphiro (Médium)

Obras Básicas da Doutrina Espírita - Pentateuco Espírita

O Livro dos Espíritos - Contendo os princípios da Doutrina Espírita sobre a imortalidade da alma, a natureza dos Espíritos e suas relações com os homens, as leis morais, a vida presente, a vida futura e o porvir da humanidade – segundo o ensinamento dos Espíritos superiores, através de diversos médiuns, recebidos e ordenados por Allan Kardec. O Livro dos Médiuns - Contendo os ensinamentos dos Espíritos sobre a teoria de todos os gêneros de manifestações, os meios de comunicação com o Mundo Invisível, o desenvolvimento da mediunidade, as dificuldades e os escolhos que se podem encontrar na prática do Espiritismo. Em continuação de "O Livro dos Espíritos" por Allan Kardec. O Evangelho segundo o Espiritismo - Com a explicação das máximas morais do Cristo em concordância com o Espiritismo e suas aplicações às diversas circunstâncias da vida por Allan Kardec. Fé inabalável só é a que pode encarar a razão, em todas as épocas da Humanidade. Fé raciocinada é o caminho para se entender e vivenciar o Cristo. O Céu e o Inferno - Exame comparado das doutrinas sobre a passagem da vida corporal à vida espiritual, sobre as penalidades e recompensas futuras, sobre os anjos e demônios, sobre as penas, etc., seguido de numerosos exemplos acerca da situação real da alma durante e depois da morte por Allan Kardec. "Por mim mesmo juro - disse o Senhor Deus - que não quero a morte do ímpio, senão que ele se converta, que deixe o mau caminho e que viva". (EZEQUIEL, 33:11). A Gênese - Os milagres e a predições segundo o Espiritismo por Allan Kardec. Na Doutrina Espírita há resultado do ensino coletivo e concordante dos Espíritos. A Ciência é chamada a constituir a Gênese de acordo com as leis da Natureza. Deus prova a sua grandeza e seu poder pela imutabilidade das suas leis e não pela ab-rogação delas. Para Deus, o passado e o futuro são o presente.
Clique na Imagem e Leia o Livro.